Use a espera a seu favor!

Saber usar o tempo a seu favor é um dos requisitos imprescindível de 90% dos aprovados.

O tempo é um elemento crucial na preparação para concurso público. Com uma lista extensa de conteúdos a estudar e uma grande concorrência, quem consegue se organizar e se preparar com antecedência ganha uma vantagem significativa. Por isso, aguardar o lançamento do edital para iniciar os estudos pode ser um erro que custe sua vaga.

A antecedência na preparação é fundamental para concurseiros de todos os níveis e que irão prestar qualquer seleção. Mas é ainda mais importante para aqueles que estão ingressando nesse universo de concurso público e não têm familiaridade com os diferentes estilos de prova, nem bagagem em disciplinas cruciais para a grande maioria dos certames, a exemplo de língua portuguesa e direito constitucional.

São exatamente as matérias básicas que merecem mais atenção durante a preparação pré-edital. Além de português e constitucional, informática, raciocínio lógico, direito administrativo e ética estarão no caminho de boa parte dos candidatos que desejem uma vaga no serviço público, independentemente do órgão pretendido e da esfera. E este é o melhor momento para reforçar os conhecimentos nessas disciplinas.

Os candidatos de nível superior também devem treinar com antecedência técnicas de redação, uma vez que as provas discursivas são muito recorrentes para os postos que exigem graduação. Além de eliminatória, a nota dessa avaliação pode fazer toda a diferença na classificação final.

Observe o padrão

Se o concurseiro tem uma carreira específica como objetivo, é mais fácil planejar os estudos antes do edital, pois as seleções costumam manter um padrão. Por exemplo, sustentabilidade e Estatuto da Pessoa com Deficiência são matérias comuns nos concursos para tribunais, bem como o capítulo do Poder Judiciário da Constituição Federal. Quem está interessado em carreiras fiscais deve reservar boas horas de estudo para disciplinas como matemática, finanças públicas, contabilidade, direito tributário e auditoria.

Já aqueles que sonham com as carreiras policiais precisam adicionar à lista de matérias conteúdos de direito penal e direito processual penal. Além das disciplinas do edital, quem almeja ser policial deve também se preparar com antecedência para o teste de aptidão física, que geralmente é etapa eliminatória desses concursos. Corrida, abdominal, tração em barra fixa e flexões estão entre os testes mais frequentes.

Estando focado em uma carreira ou não, nesta fase é válido consultar os editais anteriores dos concursos em que você está interessado. Claro que acontecem modificações nos conteúdos cobrados ao longo do tempo, mas as provas anteriores dão um bom norte aos candidatos ao longo da preparação. Isso porque, em geral, entre 70% e 80% dos conteúdos dos editais se repetem seleção após seleção.

Conheça a avaliadora

Mas e se o órgão não lança concurso há muitos anos? Nesse caso, é interessante olhar os editais dos últimos certames para cargos e órgão semelhantes. Também é interessante acompanhar a tramitação do concurso para identificar a banca que irá organizar o processo seletivo do seu interesse.

Saber qual será a banca organizadora do processo seletivo faz bastante diferença na preparação, uma vez que as principais organizadoras do país têm estilos muito diferentes. A Fundação Carlos Chagas (FCC), por exemplo, costuma apresentar questões mais objetivas, com enunciados muitas vezes extenso. Nas disciplinas de Direito, cobra em geral a letra da lei. Por outro lado, o Cebraspe, antigo Cespe, traz questões multidisciplinares e adora cobrar jurisprudência.

Caso nem a banca do seu concurso de interesse esteja definida ainda, é válido observar as últims seleções, pois é usual que a banca se repita. As provas do Banco do Brasil e do Banco Central, por exemplo, costumam ser organizadas pelo Cebraspe. Já IBGE e a Petrobras geralmente recorrem à Cesgranrio. Por sua vez, muitos tribunais de justiça têm as seleções organizadas pela Vunesp.

Identificada a banca provável ou definida, o candidato deve buscar responder questões dessa organizadora durante os estudos, para se familiarizar com o formato de prova. Respondendo questões de certames anteriores, o concurseiro também descobre os conteúdos mais recorrentes e tem assim uma preparação mais eficiente.

Trilha do Concurso

Já pensou em contar com uma ferramenta que organiza seus estudos pré e pós-edital, de maneira prática e eficiente? A Trilha vem se tornando referência em planos de estudo com Inteligência Artificial e oferece uma plataforma completa para uma preparação em alto nível, juntamente com toda expertise do nosso Coach Marlom Andrade.

Após uma entrevista com ele, a ferramenta de Inteligência Artificial, o candidato recebe um plano personalizado de acordo com suas preferências, objetivos e disponibilidade. O plano de estudos é baseado em metas diárias, utilizando a técnica do pomodoro.

Além disso, o concurseiro ainda conta com acompanhamento permanente de coaches experientes, via Telegram, e recebe relatórios de desempenho e rankings para visualizar sua evolução.

Clique aqui e faça um teste por 14 dias gratuitos.

Use a espera a seu favor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo
Trilha do Concurso