Torne sua leitura mais eficiente a partir de hoje!

Ler bem e de maneira ágil é um grande diferencial para qualquer concurseiro.

Seja para avançar mais velozmente pelo conteúdo programático dos certames, seja para ganhar tempo na hora da prova, desenvolver uma leitura eficiente é item de primeira necessidade para quem deseja ter bons resultados nas seleções para o serviço público.

Leitores recém-alfabetizados leem uma média de 50 palavras por minuto, com muitas falhas na compreensão. Já os leitores dinâmicos devoram cerca de 600 palavras por minuto, mas o padrão global fica mesmo na faixa das 150-200 palavras por minuto.

E você, já mediu o seu desempenho na leitura? Se a sua velocidade estiver abaixo das 600 palavras/minuto, ou ainda das 150 palavras, não precisa ficar desapontado. A boa notícia é que, com um pouco de treino, nossa capacidade de leitura pode melhorar bastante – até triplicar.

Mas a velocidade não é tudo. A prática também leva à melhora na capacidade de compreensão e de armazenamento das informações recebidas. O que é fundamental na preparação para concurso público.

Confira a seguir algumas dicas para aprimorar sua leitura:

1) Boca fechada

Nosso cérebro é bem mais rápido do que nossa língua, então ler em voz alta é um grande inimigo da leitura. Essa prática além de reduzir bastante a nossa velocidade, também diminui a compreensão, pois o cérebro acaba se distraindo com a pronúncia e não foca no conteúdo.

Outro erro frequente é a leitura silábica, quando se dá ênfase pa-ra ca-da sí-la-ba. Esse é um vício de muita gente, que gera os mesmos problemas da leitura em voz alta.

Existem alguns truques para superar essas manias. Um deles é fazer a leitura com um lápis na boca, de modo a conter o impulso de movimentar os lábios. Já para deixar a leitura silábica, as técnicas mais interessantes são assistir a filmes com legenda e fazer o exercício de somente passar os olhos sobre o texto, deixando o cérebro processar as informações ali escritas.

2) Isolamento

Ler em meio a muitas distrações é uma receita para o desastre. Na hora da leitura, especialmente de material didático, o recomendado é desligar o celular e ficar em um ambiente tranquilo.

Para aumentar a concentração, também pode ser interessante recorrer à música clássica ou instrumental. Um estudo da organização britânica Mindlab comprovou o que muita gente já suspeitava: esses tipos de música estimulam a memorização e a assimilação de conteúdo. Outra pesquisa, tocada pela Universidade de Caen, na França, descobriu que os alunos que estudaram matemática escutando música clássica tiveram uma retenção e um aumento de concentração em torno de 12% se comparado a alunos que não ouviram música.

3) Skimming e scanning

Técnicas muito conhecidas no Inglês Instrumental, o skimming e o scanning também são ferramentas úteis, especialmente quando resta tempo apenas para uma leitura dinâmica. Essa forma de ler busca aumentar a velocidade sem comprometer a compreensão e a retenção de informações.

skimming consiste em passar os olhos rapidamente por um texto para levantar informações básicas como índice, título, autor, data de publicação, o assunto principal, os subtópicos, os gráficos e as imagens.

Essa técnica é útil para que o estudante avalie a importância e pertinência de cada texto, cada capítulo. Depois do skimming, o aluno partiria para o scanning, que corresponde à técnica de correr os olhos pelo texto para identificar palavras-chave. Quando encontra esses termos, o estudante deve realizar uma leitura atenciosa do trecho, pulando as demais informações que não são relevantes.

4) Cuidado com o excesso de marcação

Contenha seu impulso de sair colorindo todo o texto. Sim, as marcações são importantes, especialmente para o momento de revisão do conteúdo. Mas sempre que você decide destacar um parágrafo, acaba interrompendo a leitura e diminuindo a concentração e processamento das informações.

O ideal, portanto, é não fazer as marcações na primeira leitura. Deixe para destacar os trechos importantes apenas ao final do capítulo ou em uma segunda leitura (dinâmica).

5) Combine a leitura com revisão e exercícios

Metade de tudo que aprendemos é esquecido em aproximadamente uma hora, a não ser que façamos revisões ou coloquemos em prática o conteúdo lido. Por isso, para que sua leitura seja de fato eficiente, é preciso combiná-la com outras técnicas de estudo, como revisões e exercícios.

 

Sabendo disso, nós da trilha do concurso indicamos para o aluno os momentos específicos para leitura, revisão e exercício de forma separada por meio das metas diárias, com isso maximizamos a retenção de conteúdo pelos nossos alunos.

Torne sua leitura mais eficiente a partir de hoje!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo
Trilha do Concurso